terça-feira, 15 de março de 2016

, , , , , ,

Óleo de coco – Parte I: Para consumo alimentar

Óleo de coco R$ 36,00 na Naturalle Cereais

Fiquei devendo uma postagem sobre o famoso óleo de coco. Pois é, virei uma grande adepta, e inseri no meu dia-a-dia. Não gosto de seguir modas, mas esta eu adotei! Faço uso do óleo de coco tanto para uso alimentar quanto para fins estéticos, por isso, resolvi separar e dividir o post em três partes. Vamos lá...


Alguns benefícios do óleo de coco
- Combate a imunidade, possui antiviral, antifúngica e propriedades antibacterianas.
- ajuda no processo digestivo
- Rico em ácido láurico (no rótulo)
- Fonte de TCM (triglicerídeo  de cadeia média)
- Não hidrogenado e nem refinado
- Prensado a frio
- Sem conservantes
- Sem colesterol
- Regula a função intestinal
- Benéfico para diabéticos
Entre vários outros.



Meu consumo
Muito simples, depois que conheci o óleo de coco, passei a substituir o azeite pelo produto. A nutricionista disse que não seria necessária esta troca, e recomendou o uso apenas do azeite de oliva, isso considerando que o óleo de coco é bem mais caro, além de deixar o gosto do coco nos alimentos. Mas afirmou que sim, é saudável, e se eu pudesse fazer a substituição sem pesar no orçamento, poderia fazer sem problemas.

Eu acho o valor do óleo de coco elevado sim, mas como eu faço uso individual do produto que vem em um pote de 500 ml (mesma quantidade do azeite que uso e divido com a família em casa), acaba rendendo muito mais e gera maior durabilidade para mim, então compensa.


Mas claro, não é sempre e em todas as ocasiões que tenho à minha disposição o óleo de coco, por exemplo, em restaurantes, casa de amigos, na ausência dele faço uso do azeite de oliva normalmente.

Onde uso?
Saladas - Principalmente para temperar, já que não faço uso de sal em nenhuma das minhas alimentações, o óleo de coco proporciona um sabor bem suave da fruta no alimento, e agrada muito o meu paladar.

Arroz integral – No preparo normal do arroz, ao invés de usar óleo comum de cozinha, coloco uma colher (sopa) de óleo de coco.

Refogar legumes – Ao invés de usar margarina ou manteiga para dar um gostinho agradável, uso o óleo de coco, a escolha é sem dúvidas muito melhor!

Receita Ousada
Outra opção, e esta aprendi com a modelo Yasmin Brunet, que fala bastante do óleo de coco nas redes sociais dela. Sigo-a no Snapchat, que divulgou uma receitinha que ela gosta, trata-se de uma mistura de café com o óleo de coco e açúcar de coco.

Achei bem exótica a mistura, mas resolvi fazer e experimentar. Resultado: gostei bastante, fica parecido com um cappuccino só que ao invés do chocolate, fica o sabor do coco.

Só que não é uma mistura que faço todos os dias, acho meio enjoativo, então faço sim, mas uma vez ou outra, quando estou mais inspirada.

A receita (as medidas eu mesma determinei de acordo com o meu paladar)
- 01 xícara de café
- 01 colher (sopa) de óleo de coco
- 01 colher (chá) de coco
Coloco no copo do mixer ou liquidificador e bato por uns 30 segundos.

Dica Extra de substituições – Óleo de cozinha comum
A nutricionista indicou também a substituição do óleo de soja (o comum de cozinha), pelo óleo de canola ou o de girassol, neste caso, costumam ser alguns centavos mais caro, mas são mais saudáveis. E você encontra em qualquer supermercado.

Até o próximo Post
Com o tema Óleo de coco: Cabelo - Parte II

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Aqui o papo é light!